BMW Motorrad Brasil patrocina dupla de velejadores

São Paulo – A dupla Marcos Ferrari e Priscila Ralisch são os primeiros brasileiros a iniciar oficialmente uma campanha pela vaga em uma classe mista de multicascos, que está em processo de avaliação para estrear nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016. Como o novo barco ainda não foi anunciado a dupla se manterá na disputa por uma vaga para os Jogos Pan-Americanos de Toronto/2015 na classe Hobie Cat 16, hoje a mais importante classe multicasco no Brasil.

Com patrocínio da BMW Motorrad, divisão de motocicletas da marca, os velejadores disputarão os principais eventos nacionais e internacionais da categoria. O primeiro evento da temporada 2012 já definido é a 1ª etapa do Campeonato Paulista. Estão programados outros eventos como o Campeonato Brasileiro Sul Americano Norte Americano e o principal campeonato de Vela da Europa a Semana de Kiel ” na Alemanha.

“Para a BMW Motorrad Brasil é muito gratificante poder patrocinar um esporte que apresenta tanta sinergia com o universo da nossa marca e das duas rodas. A Vela, além de ser um dos pilares esportivos da BMW em nível mundial (assim como o golfe e o automobilismo) é um esporte exclusivo que exalta o espírito de equipe assim como o motociclista que geralmente anda em grupos. O contato com a natureza e o sentimento de liberdade que proporciona são outros dois pontos em comum com o nosso universo, portanto, estamos bastante entusiasmados com a ideia de promover essa parceria com o esporte também no país.” afirma Rolf Epp, Diretor da BMW Motorrad Brasil.

O apoio da BMW na modalidade, segundo Marcos Ferrari é importante para o crescimento da vela. Na edição dos Jogos Pan-Americanos de 2011 em Guadalajara no México, o Brasil conquistou sete medalhas sendo cinco de ouro uma de prata e uma de bronze. “Os velejadores brasileiros são talentosos e brigam de igual para igual com os estrangeiros. O patrocínio nos motiva muito para encarar este longo ciclo”, relata.

A velejadora Priscila Ralisch também destaca o incentivo da divisão de motos da BMW: “Nós temos a capacidade, o conhecimento e garra para representar a vela brasileira. Só nos faltava a oportunidade que se tornou real com o apoio da BMW Motorrad”, comenta a atleta de 27 anos.

Marcos Ferrari explica ainda que além das principais regatas do calendário oficial da Classe Hobie Cat 16 deste ano, a dupla irá participar de outras provas inclusive as de longo percurso a bordo de catamarãs disputadas no Brasil. “São provas desafiadoras e que nos dão ritmo de regata em condições rigorosas, que normalmente não encontramos nos eventos tradicionais. Tudo isso ajuda na evolução técnica”.

Os velejadores contarão com uma equipe multidisciplinar durante a campanha Pan-Americana, que inclui: diretor técnico coordenador de logística nutricionista preparador físico supervisor e a assessoria de comunicação. O grupo de profissionais prestará todo o suporte necessário para que os velejadores tenham a possibilidade de se destacar nos eventos incluídos na programação, no Brasil e no exterior.

Marcos Ferrari e Priscila Ralisch

Marcos Ferrari e Priscila Ralisch formam uma dupla entrosada, que mistura experiência e dedicação. Atletas na essência da palavra, os velejadores do Yacht Club de Santo Amaro projetam conquistar a vaga para representar o Brasil nos Jogos Pan-Americanos de 2015 na classe Hobie Cat 16. 

Marcos fez parte da Equipe Olímpica Brasileira na classe 49er em dois ciclos. Fora da água, o atleta também é um divulgador da vela em emissoras de TV como ESPN Brasil. Priscila é formada em educação física e tem também o desejo de disputar uma Olimpíada. 

O Multicasco e os Jogos Olímpicos de 2016

Em maio de 2011, a ISAF (Federação Internacional de Vela) anunciou as classes olímpicas que podem ser disputadas na vela nos Jogos de 2016 no Rio de Janeiro. Nesse grupo seis já estão definidas: a classe Laser Standart no masculino e Laser Radial no feminino, o Finn, o 49er e o 470 para homens e mulheres.

As outras classes ou eventos ainda estão em avaliação. Na prancha, masculina ou feminina disputam a indicação a atual RS:X e o kiteboard. Em outros dois eventos skiff feminino e multicasco misto as classes ainda não foram anunciadas.