Yacht Club Santo Amaro

English
English

Fechar

Notícias

Brasileiro de Optimist: Clubes náuticos, pais presentes

 

Brasileiro de Optimist: Clubes náuticos, pais presentes e projetos sociais dão gás à vela brasileira

Modalidade é uma das mais vitoriosas do esporte nacional e formação dos futuros velejadores do País começa nesse barquinho estilo caixa de sapato. Campeões como Robert Scheidt, Bruno Prada e Martine Grael saíram da categoria

São Paulo (SP) - O sucesso da classe Optimist no Brasil e consequentemente da vela nacional em Olimpíadas e Jogos Pan-Americanos tem muito do investimento de clubes náuticos e marinas de vários estados e principalmente dos pais do atletas, que se desdobram para acompanhar os filhos nas competições. Durante o ano, escolinhas, projetos sociais e clinicas para ensinar a velejar fornecem os futuros talentos para País e a maioria deles esteve presente no Brasileiro de 2013. O evento terminou nesta sexta-feira (25) no Yacht Club de Ilhabela (YCSA) reuniu em duas semanas de regatas equilibradas 180 velejadores de oito estados, num total de 1.000 pessoas entre acompanhantes, organizadores e staff técnico e de produção. Estreantes e os mais experientes, que buscam ser atletas profissionais, competiram na raia da Represa do Guarapiranga.

"A vela aposta nos valores e por isso sempre pregamos o fair play. Os futuros campeões da modalidade já saem do Optimist sabendo respeitar os adversários, natureza e as regras. A modalidade prepara as crianças para a vida adulta. Queremos formar cidadãos e o alto rendimento é um bônus", acrescentou Mark Essle, comodoro do Yacht Club de Santo Amaro.

O YCSA é um celeiro de campeões e o investimento não é a curto prazo. Robert Scheidt, o maior medalhista olímpico do País, saiu da classe Optimist velejando na Represa do Guarapiranga. O pai dele, Fritz Scheidt, apoiou o ídolo nacional desde a infância. "Eu era presente na maioria das competições pelo Brasil, mas nada de cobrança por medalhas e títulos. Os pais precisam acompanhar e incentivar. Exigir só prejudica e faz a criança a desistir de velejar".

Os pequenos campeões como Pedro Correa, Gabriel Camargo, Pedro Zonta, Olivia Belda e Luiza Cruz usam a base do Optimist para ganhar mais experiência e chegar preparados para o ciclo olímpico pós Rio/2016. "O objetivo de quase todos os meus amigos é disputar uma olimpíada, mas para chegar lá é preciso muita dedicação e apoio. Antes de ser um velejador de ponta é preciso estudar", contou o vencedor de 2013, Pedro Correa, do YCSA. A vela do Brasil tem 17 medalhas nos Jogos Olímpicos e lidera o quadro geral do Pan seguidamente. Nos mundiais, a flotilha verde e amarela também é destaque.

Para subir ao lugar mais alto do pódio, Pedro Correa fez um trabalho diferenciado. Com treinos diários, o garoto de 15 anos intensificou as atividades com trabalhos na água e na parte física. Tudo supervisionada por Gabriel Melchert, treinador do menino de São Sebastião. "2013 será um ano especial. Vou buscar uma vaga no Mundial e fechar com chave de ouro minha passagem pelo Optimist. Esse esforço vale a pena", disse Pedro, que agradeceu a mãe Letícia por todo apoio.

"O Optimist é uma classe que depende totalmente dos pais. Se eles não abraçam a categoria, trazendo barcos, apoiando e organizando as viagens, nada disso poderia ocorrer. Por isso, o YCSA montou uma estrutura especial para as famílias e treinadores.", contou Marcos Biekarck, coordenador de vela do YCSA e organizador do Brasileiro. O evento, além das regatas, teve tendas de massagem, restaurante, passeios a pontos turísticos de São Paulo e outras atrações para agradar pais e treinadores de outros estados.

Força pelo Brasil - Os números dos últimos campeonatos brasileiros mostram que a classe está cada vez mais organizada e numerosa. Em 2011, no Rio de Janeiro que tem a maior flotilha do País, 204 velejadores competiram. Na temporada seguinte foram 156 em Porto Alegre e agora, em São Paulo 180. A próxima parada é Recife, em Pernambuco. "A categoria vem retomando aos poucos a sua força. A nossa expectativa é que a Optimist cresça ainda mais em qualidade e quantidade. Em Recife, em 2014, vamos abrir para velejadores estrangeiros, o que vai aumentar ainda mais nosso nível", contou o presidente da classe no Brasil, Pedro Paulo Petersen.

Pedro Paulo não deixou de destacar o apoio dos clubes náuticos nessa análise. No Rio de Janeiro, por exemplo, o ICRJ e o Naval Charitas, de Niterói, investem no Optimist. Sem contar o Clube Naval Piraquê, que tem entre seus talentos o pequeno João Victor Barini Ramos, campeão entre os estreantes. No Rio Grande do Sul, a o forte trabalho do Veleiros do Sul e do Jangadeiros impulsiona o surgimento de novos talentos no Rio Guaíba. No Brasileiro 2013, 10 garotos e garotas gaúchos obtiveram classificação para o Sul-Americano, o maior número entre os estados.. Na Bahia, o Yacht Club na Baía de Todos os Santos trouxe um técnico de ponta, Mario Urban Maru para treinar a garotada, que promete brigar ainda mais pela ponta. O mesmo ocorre no Distrito Federal com o Cota Mil e o Iate Clube de Brasília.

Outro detalhe que chama atenção no Optimist são os projetos sociais. O Navegar é Preciso, de Foz do Iguaçu, e a Escolinha de Vela de Ilhabela levaram 20 crianças ao evento em São Paulo, mostrando que o esporte é fundamental na vida deles.

A 41ª edição do Brasileiro de Optimist teve patrocínio do Sistema ANGLO de Ensino - Abril Educação, a realização foi do Yacht Club de Santo Amaro (YCSA), supervisão técnica da Confederação Brasileira de Vela e Motor e apoio da Federação Paulista de Vela. 



Compartilhar esta notícia:

  • Atlatimar
  • Porto Pacuíba
  • Race in Sail
  • Sail Brasil
  • Tom & Cat
  • Karl Stanzel Fotógrafo
  • Sailing Solutions
  • Regatta
  • Notícias Náuticas
  • Jornal Almanáutica

Notícias Relacionadas

Endereço: Rua Edson Régis, 481 - Jardim Guarapiranga

São Paulo - SP / Brasil CEP: 04770-050 - Como Chegar?

Telefones: (11) 5687-8847

Horário de Atendimento:

De terça a sexta-feira: 8:00h às 18:00h

Sábados, domingos e feriado: 9:30h às 17:00h

Cadastre-se e receba nossa newsletter

Campo obrigatório.Verifique seu email.